Como plantar Nymphaeas e Flor de Lotus

Para o cultivo de plantas aquáticas é necessário ter em consideração a terra onde as vai plantar, escolher os vasos mais adequados, utilizar as técnicas de plantação mais apropriadas, e acima de tudo, realizar uma boa manutenção objetivando cuidar delas da melhor maneira possível.

Flor de Lotus

Os Lotus são plantas aquáticas que habitam geralmente em cursos de água lentos ou lagoas de água doce e vivem a pouca profundidade. Os Lotus têm vários tipos e tamanhos e de cores de flores. Estas, por norma, têm muitas pétalas. É de realçar que o Lotus é conhecido pela longevidade das suas sementes, uma vez que estas podem germinar ao longo de vários séculos.

Pertencente à família Nymphaeaceae, aquática emersa, perene, folhagem e florescimento decorativo.

Quando nova, a folha é verde brilhante, à medida que envelhece, o pecíolo se alonga, empurrando-a e abrindo espaço exterior para uma nova folha, então começa a morrer, fica amarela e depois marrom, até desaparecer sob a água.

Durante o inverno as folhas desaparecem, para reaparecerem novamente na primavera seguinte.

Folhas grandes de 20 a 40 cm de diâmetro, arredondadas com recorte na base, bordas lisas ou serrilhadas, flutuantes ou semi-flutuantes, em tons de verde, verde-escura ou avermelhada, dependendo da espécie.

Flores grandes de 10 a 15 cm de diâmetro, às vezes perfumadas, possuem quatro sépalas verdes e diversas pétalas, sustentadas por um pendúculo longo, pouco acima da folhagem, em tons de branco, rosa, azul ou amarelo, com muitos estames no centro. As flores se abrem pela manhã ou a noite, dependendo da espécie. 

São polinizadas por insetos e devem ser cultivadas sob sol pleno.

A Nymphaea de um modo geral também se adapta a ambientes poluídos e auxiliar na recuperação da ecologia aquática. 

Deve-se tomar cuidado com a água parada da espécie, pois a planta não tolera água muito movimentada, e gosta de sol intenso por no mínimo 6 horas do dia.

Como plantar Nymphaeas

Os Lotus são plantados da mesma maneira que os lírios de água tropicais e resistentes e utilizam o mesmo tipo de terra e adubos. Para que cresçam de uma forma saudável, é necessário que sejam meticulosamente tratados. Para o fazer corretamente, deve seguir os passos seguintes:

1. Utilize um recipiente especifico de plástico vazado, com capacidade de 3 a 4 litros. Usar uma mistura de 50% de substrato fértil e rico, e 50% de areia lavada. Também pode acrescentar composto orgânico, e neste caso, reduza a quantidade de areia para 25%, colocando 25% do composto. O recipiente vazado de plástico permite que a água circule através do substrato, fornecendo à planta oxigênio e nutrientes.

2. Inicialmente, o vaso deve ser colocado sobre uma pilha de tijolos de modo que, as folhas flutuem na superfície da água. À medida que a planta amadurece, retire uma camada de tijolo de cada vez, levando a planta para o fundo do tanque até que a profundidade desejada seja atingida. É importante ressaltar que a altura ideal de uma Nymphaea é de 30 a 50 cm de profundidade no lago ornamental, não devendo ultrapassar 70 cm (aqui já é um risco para a planta), a fim de que a planta possa realizar a fotossíntese com a luz do sol.

3. Em uma lagoa natural a acumulação de substrato fértil na parte inferior é suficiente para manter o crescimento. Em lagos artificiais, especialmente para plantas cultivadas em recipiente, é importante adicionar nutrientes suficientes para a planta, para isso, enterre pastilhas de fertilizante do tipo npk no solo do vaso.

Outras maneiras de cultivo

Uma maneira fácil de introduzir uma planta já enraizada em lago natural, é amarrar um peso em torno da base do caule (o matérial usado para amarrar no tronco deve ser frágil e que apodreça rápido, como um barbante e usar em forma de 8) e em seguida, colocá-la na lagoa no local escolhido, para a planta crescer. Certifique-se de que a profundidade é adequada e que as folhas fiquem na superfície e dentro de algumas semanas as raízes terão crescido no lodo. 

Ainda outra maneira é ensacando a raiz, com um pouco de substrato em um pedaço de juta, prendendo apenas os quatro cantos (não prender no tronco), o pano acabará por apodrecer e a planta será estabelecida no chão do lago.

O que você não deve fazer na hora de plantar

Sob nenhuma hipótese coloque esterco junto à mistura de adubo, principalmente se ele for o bovino, pois o alto nível de nitrogênio contido nele matará a Nymphaea em poucos dias. Aparentemente com o esterco, em cerca de dois a três dias, ela terá uma "explosão" rápida de crescimento, para em seguida minguar e morrer em até uma semana. Prefira sempre compostos orgânicos ou terra argilosa para colocar na mistura de seu adubo, se desejar promover um crescimento saudável à sua espécie.